Trilhas abertas para um mundo verde - Roteiros de Charme

Trilhas abertas para um mundo verde - Roteiros de Charme

Foto de Trilhas abertas para um mundo verde

Reserva On-line

Trilhas abertas para um mundo verde - Roteiros de Charme

Trilhas abertas para um mundo verde - Roteiros de Charme


Trilhas abertas para um mundo verde

Trilhas abertas para um mundo verde

No mês em que se comemora o Dia da Natureza (4 de outubro), os viajantes têm mais um bom motivo para um mergulho no mundo verde que hotéis e pousadas da Roteiros de Charme podem oferecer. Confira os caminhos para se embrenhar pelos mais variados tipos vegetação das trilhas abertas aos hóspedes, seja nos próprios estabelecimentos ou em áreas próximas.

Novo Airão – Anavilhanas Jungle Lodge

O Anavilhanas Jungle Lodge é um pequeno e exclusivo Hotel de Selva, localizado em frente ao Parque Nacional de Anavilhanas, às margens do Rio Negro, a 180Km de Manaus, no coração da Floresta Amazônica Brasileira. E oferece uma grande variedade de atividades e passeios, que compõem pacotes montados de acordo com o número de dias que o hóspede planeja ficar, para que a experiência amazônica possa ser o mais completa possível. 

Há opções para de três a seis dias de estada, com programação que inclui dois passeios por dia, refeições, e transfers de ida e volta. As trilhas com guias estão entre os passeios oferecidos. Elas – que podem ser de nível fácil e intermediário - são feitas em diversas partes da propriedade, que tem certa de 150 hectares e conta com um sistema de mais de 15 trajetos distintos. Os trekkings percorrem principalmente as áreas de mata de terra firme preservadas de todo entorno, com alguns trechos de transição entre a mata de igapó e a floresta primária. Conhecimentos sobre as árvores, plantas medicinais, técnicas de sobrevivência e fauna são passadas numa caminhada para pequenos grupos, que inclui informações sobre algumas das peculiaridades da Floresta Amazônica.

Mais informações:
www.anavilhanaslodge.com
reservas@anavilhanaslodge.com


Piedade – Ronco do Bugio

Localizada em Piedade, São Paulo, a Ronco do Bugio é cercada de Mata Atlântica e está cheia de cantinhos cercados de bromélias, pedras e tonalidades exuberantes de verde que fazem a sombra perfeita para se sentar e ficar de papo pro ar. Mas vencer a preguiça e fazer uma caminhada pela mata pode ser uma experiência única e revigorante. Bromélias, orquídeas, árvores frutíferas, pássaros e macacos estão sempre vigiando os passos dos hóspedes, que têm pela frente pontos altos como uma cachoeira, com água que vem da nascente do Rio Pirapora, e uma pedra imensa que serve de mirante no topo do terreno. 

Há opções de caminhada quer duram de meia hora a três horas. Os caminhos são todos íngremes, já que o terreno é bem montanhoso. A vegetação é bastante densa. São duas trilhas internas demarcadas que não têm a necessidade de guia para serem percorridas, sendo que uma delas leva até a cachoeira. Ambos os trajetos têm cerca de 40 minutos de duração cada e são de média intensidade. E há ainda uma outra trilha interna cujo percurso, de duas horas, exige o acompanhamento de guia especializado. Esta leva até o mirante, de onde se pode ter uma vista linda da Serra de Paranapiacaba e de toda a propriedade. Esta caminhada requer mais preparo. A pousada reconhece o esforço e oferece uma taça de espumante para um brinde ao pôr do sol.

Mais informações:
www.roncodobugio.com.br
roncodobugio@roncodobugio.com.br


Nova Friburgo – Parador Lumiar

O Parador Lumiar fica a 160 Km da cidade do Rio de Janeiro, e está localizado em um dos mais belos vales da Região Serrana do estado, inserido na Área de Proteção Ambiental (APA)  de Macaé de Cima. São cerca de 440 mil m² de área em plena Mata Atlântica, a 850 metros de altitude e a apenas cinco quilômetros de Lumiar, distrito do município de Nova Friburgo. Completam o visual riachos de águas cristalinas e vasta estrutura de lazer, como piscina de água natural, cachoeiras, orquidário e, claro, trilhas ecológicas com diversos níveis de dificuldade, tanto dentro da propriedade quanto nos arredores.


As trilhas de níveis fácil (Biroska do rio, Orquidário, Heliponto e Cocheira), leve (alto do Parador Lumiar, Boa Sorte, Molezon e Volta de Boa Esperança de Cima) e moderado não necessitam de guia e ficam dentro do Parador Lumiar ou no seu entorno. As de nível difícil (São Bento, São Romão, Serra Queimada e Cascata) demandam guia, que precisa ser contratado, e necessitam de agendamento por ocasião da reserva. Vale lembrar que as trilhas fáceis são indicadas para pessoas com quase nenhum condicionamento, têm até 2 Km e levam até 1h30 para serem percorridas.  As de nível leve são para quem tem preparo físico baixo, tem até 6Km e levam até 4h. Já as moderadas são indicadas para aqueles que possuem um preparo físico médio para encaram até 12 Km de caminhada por até 8h. E, as difíceis são para os que têm bom condicionamento físico e/ou estão acostumados a fazer atividades outdoor. São caminhadas chamadas de trilha de 1 dia. Também são consideradas difíceis as trilhas em grande altitude (acima de 3 mil metros), mesmo que a distância e o tempo sejam menores que o indicado na tabela (até 20Km em até 14h). 


Mais informações:
www.paradorlumiar.com
contato@paradorlumiar.com

 

Lençóis – Hotel Canto das Águas

O Parque Nacional da Chapada Diamantina é uma ilha de verde, cercada por um mar de sertão por todos os lados, em pleno coração da Bahia. O verde é explicado pelas grandes alturas das montanhas da Serra do Sincorá, que barram as nuvens de chuva que vêm do Atlântico. E assim nascem as milhares e ainda incontáveis cachoeiras desta imensa área (152 mil hectares) cuja porta de entrada é a cidade de Lençóis. Embalada pela música das águas do Rio de Lençóis está a Canto das Águas, cujo projeto de valorização das espécies vegetais da Chapada Diamantina inaugura um novo momento no paisagismo do hotel. A fim de valorizar o ecossistema local, não somente junto aos hóspedes, mas também junto à população, o estabelecimento está coletando sementes das serras e dos campos, para, pouco a pouco, construir um verdadeiro ambiente diamantino.

Na encosta ao lado da tenda de massagem, na beira do rio, por exemplo, em apenas dois anos já se vê uma robusta vegetação nativa ganhando altura. Nas proximidades do hotel, a Chapada Diamantina inspira um sem-fim de possibilidades de trekking por dentro desta natureza, a maioria oferecida por agências locais. Entre elas estão a do Ribeirão do Meio e Ribeirão de Baixo (caminhada agradável de 3 Km até o Ribeirão do Meio onde há um tobogã natural onde se pode nadar, escorregar, e depois tomar um bom banho de sol nas pedras) e a Travessia da Gruta do Lapão (uma hora e meia de caminhada de Lençóis até a entrada da mais importante gruta de quartzito do Brasil, mais uma hora de travessia, com retorno para Lençóis descendo-se as cachoeiras do Rio Lapão).

Mais informações:
www.lencois.com.br
cantodasaguas@lencois.com.br

Chapada dos Guimarães – Pousada do Parque

Estrategicamente localizada nas bordas do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, a cerca de 750 metros de altitude, a Pousada do Parque é um projeto de preservação. Abriga, em seus 500 hectares de reserva privativa, duas cachoeiras sazonais, diversas trilhas, mirantes, uma torre de observação, além das principais nascentes do Rio Independência, que alimenta as variadas e exuberantes cachoeiras do “Circuito das Águas” do Parque Nacional. 
Com uma pequena estrutura de apenas oito apartamentos, a pousada foi toda construída com madeira de reaproveitamento de toras já cortadas. Sua localização privilegiada, somada à beleza cênica dos paredões de arenito da Chapada, faz com que seja o local ideal para a observação de mais de 250 espécies de pássaros do cerrado, além das inúmeras espécies de animais, insetos e as mais variadas espécies da vegetação endêmica da região. 



Os hóspedes da Pousada do Parque podem desfrutar não apenas de passeios pelos atrativos da região, mas também de trilhas ecológicas internas de nível fácil e moderado. Bem sinalizadas, elas levam à torre de observação (550m de distância), a uma cachoeira sazonal (de dezembro a maio, a 380m de distância), formações rochosas de arenito, como a “Máquina de Costura” e a “Pedra Rachada” (a 450m de distância), sítio arqueológico com pinturas rupestres (a 1,3Km de distância), além da trilha da mata primária (1,5 Km de distância), que conta com árvores antigas e plantas endêmicas da região.

Mais informações:
www.pousadadoparque.com.br
reservas@pousadadoparque.com.br

 

Nome:
E-mail:
Comentário:
* Todos os campos são de preenchimento obrigatório