Taxa de turismo sustentável beneficia destinos com grande fluxo de visitantes

Cobradas em muitos destinos, as taxas de turismo sustentável são uma tarifa municipal criada a partir da necessidade de proteger o meio ambiente e preservar cidades com grande número de visitantes. O dinheiro arrecadado ajuda, por exemplo, em ações de limpeza, sinalização, saneamento e acessibilidade. Com ele, os municípios pagam também as despesas geradas.

Em Jijoca de Jericoacoara, a cerca de 300 quilômetros de Fortaleza, capital do Ceará, a prefeitura cobra R$ 30 por até sete dias de permanência na Vila – com acréscimo de R$ 3 a cada dia a mais – há cinco anos. Desde então, o valor adquirido tem sido investido na coleta de lixo e em estudos ambientais.

É na cidade que fica a Vila Kalango. A pousada fica muito próxima da famosa Duna do Pôr do Sol – um dos pontos turísticos mais apreciados da região – e conta com 24 quartos divididos em apartamentos, bangalôs e palafitas. Tem apenas 34% de área construída. O resto permanece preservado. Localizado num espaço paradisíaco, foi considerado um dos melhores hotéis de pequeno porte do Brasil e da América do Sul, segundo a TripAdvisor Traveller’s Choice 2020.

Vila Kalango

Site: https://vilakalango.com.br/

Reservas: reservas@vilakalango.com.br

No arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco, a taxa de turismo sustentável cobrada pelo estado custa a partir de R$ 87,71 (valor válido por um dia). Além disso, é necessário pagar R$ 165 (adulto) para visitar o Parque Nacional. Crianças até 11 anos estão isentas. A taxa, prevista em lei, é cobrada desde 2000 e é usada na na gestão do espaço.

Na região, está localizada a pousada Zé Maria, um santuário ecológico, exemplo perfeito de conforto e preservação ambiental. Com decoração praiana e rústica, conta com 21 acomodações: seis apartamentos convencionais, 12 bangalôs com rede na varanda e vista para o mar, e três bangalôs especiais com hidromassagem e vista para o Morro do Pico, um dos pontos turísticos mais famosos da ilha. O jardim tem mais de 800 árvores frutíferas e ambientais. Entre elas, um enorme cajueiro, sob o qual fica o bar da piscina de bordas infinitas. A pousada oferece, ainda, passeios a cavalo, pescaria em barco exclusivo e trilhas.

Site: www.pousadazemaria.com.br

Reservas: recepetivo@pousadazemaria.com.br

Na cidade de Alto Paraíso de Goiás, na Chapada dos Veadeiros, a criação de uma taxa sustentável está sendo discutida por órgãos locais. A intenção é proteger a região e evitar o turismo predatório. A pessoa que se recusar a pagar poderá ser incluída no cadastro de dívida ativa da cidade.

A Pousada Maya, única da Associação de Hotéis Roteiro de Charme na Chapada, foi construída de acordo com a filosofia do Feng Shui. O objetivo? Emanar boas vibrações e transmitir sensações de paz, bem-estar e acolhimento. O local conta com piscina com vista panorâmica, jardim, horta orgânica, área de descanso com redes e sofás e sala de massagens com terapeutas da região. Na região, é possível visitar as mais de 30 cachoeiras existentes e fazer passeios por belíssimas trilhas.

Site: www.pousadamaya.com.br

Reservas: reservas@pousadamaya.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *